Análise de música (Monte Castelo – Legião Urbana)

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.

É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade.
O amor é bom, não quer o mal,
Não sente inveja ou se envaidece.

O amor é o fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria.

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É um não contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder.

É um estar-se preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É um ter com quem nos mata a lealdade.

Tão contrário a si é o mesmo amor.
Estou acordado e todos dormem.
Todos dormem. Todos dormem.
Agora vejo em parte,

Mas então veremos face a face.
É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade.

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.

Análise

Na musica o autor une três diferentes textos, um bíblico, um poético, e um de própria autoria para constituir a sua obra.

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria.   (1 Coríntios 13:1)
– Bíblico, De nada valeria saber se comunicar com os homens e suas diversas línguas e com os anjos, se não ouve-se um sentimento de amor mútuo, para se alcançar a paz e a felicidade entre todos.

Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade. – soneto 11 de Luiz Vaz de Camões, No soneto expressa uma dualidade, um sentimento profundo e controverso, que extrai do a beleza e ao mesmo tempo o sofrimento que representa o amor (nesse ultimo caso um amor inalcançavel ou não correspondido).

É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade.
O amor é bom, não quer o mal,
Não sente inveja ou se envaidece.

Estou acordado e todos dormem.
Todos dormem. Todos dormem.
Agora vejo em parte,
Mas então veremos face a face.

É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade. – Renato, o autor relata que só através do amor é possível se conhecer a verdade e que ele é um sentimento puro do qual não dar lugar para a inveja e não se acaba, mas se eterniza.

Ele relata que todos dormem, como uma morte interior, como uma venda que foi colocada sobre os olhos destes, que conseqüentemente não conseguem sentir e extravasar o real sentido do amor.

Aos leitores deixo um vídeo com a música “Monte Castelo” do Legião Urbana.


    • Quefira
    • 1 novembro, 2011

    amei a analise muito inteligente, que soube interpretar essa musica não é pra qualquer um não, parabéns que Deus continue te abençoando você e sua família
    bjs
    QUEFIRA OLIVEIRA!!!!!!!!!!
    JESUS TE AMA…….

    • Damarys
    • 27 maio, 2012

    valeu aí cara… vc me ajudou pro meu trab de literatura….

    • dudu
    • 31 julho, 2012

    Essa nao e dificil e so trocar a palavra amor por jesus ,por que a biblia diz que Deus amou tanto os humanos que enviou seu filho para nos salvar .Vou colocar a letra com o nome trocado vlw aqui embaixo

    Ainda que eu falasse
    A língua dos homens
    E falasse a língua dos anjos,
    Sem Jesus eu nada seria.

    É só o Jesus! É só o Jesus
    Que conhece o que é verdade.(ninguem pode ter a verdade a nao ser Jesus.)
    O Jesus é bom, não quer o mal,
    Não sente inveja ou se envaidece. (e biblia relata que Jesus veio a terra perfeito sem nenhum pecado , ou jeja sem inveja sem vaidade etc…)

    Agora ele fala de um texto de um homem chamado (Luiz Vaz de Camoes) porem o contexto da musica , e que jesus nos deixou como exemplo, que somente amando ha jesus , sera realmente feliz e aceito por Deus (Jeova)
    O Jesus é o fogo que arde sem se ver;
    É ferida que dói e não se sente;
    É um contentamento descontente;
    É dor que desatina sem doer.

    Ainda que eu falasse
    A língua dos homens
    E falasse a língua dos anjos
    Sem Jesusr eu nada seria.

    É um não querer mais que bem querer;
    É solitário andar por entre a gente;
    É um não contentar-se de contente;
    É cuidar que se ganha em se perder.

    É um estar-se preso por vontade;
    É servir a quem vence, o vencedor;
    É um ter com quem nos mata a lealdade.

    Tão contrário a si é o mesmo Jesus.
    Estou acordado e todos dormem.
    Todos dormem. Todos dormem.
    Agora vejo em parte, (aqui ele fala do verdadeiro amor jesus )

    Mas então veremos face a face. (aqui e que a biblia nos promente que veremos o verdadeiro amor face a face )
    É só o jesus! É só o jeusus
    Que conhece o que é verdade.

    Ainda que eu falasse
    A língua dos homens
    E falasse a língua dos anjos,
    Sem Jesus eu nada seria.

    sem comentarios esse final linda demais essa musica

  1. eu estava procurandp por isso mesmo, mas gostaria de ter visto a interpretação de cada palavra🙂
    mas vlw assim msm

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: