Correção de redações do ENEM 2013

Recentemente, foi colocada em pauta na mídia a falta de credibilidade quanto à avaliação das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
Essas desconfianças devem-se principalmente a recentes polêmicas causadas, por exemplo, por um aluno que introduziu no meio da redação uma receita de macarrão instantâneo e por outro participante que cometeu erros gramaticais graves ao escrever palavras como “trousse” no lugar de trouxe e “enchergar” no lugar de enxergar e, ainda assim, recebeu nota máxima.

Muitas pessoas criticaram e denunciaram ineficiência na correção das redações, alegando até mesmo de que estas deveriam ser anuladas. É evidente que erros gramaticais na execução de um texto não podem passar despercebidos e fuga do tema também não, no entanto, zerar uma redação por erros gramaticais ou fuga significa desconsiderar outras competências que são levadas em consideração.  Além do mais, convenhamos português não é um idioma fácil, principalmente tratando-se da gramática.

Vale ressaltar que a língua é dinâmica e são os “erros” que promovem essas mudanças. É preciso saber como se comunicar em diferentes situações, fazendo-se necessário a utilização da norma culta ou não, mas também é importante reconhecer que independentemente das regras impostas pela gramática a comunicação sempre prevalece como um dos fatores mais importantes.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: